segunda-feira, 28 de março de 2016

Como "cagar" na casa da sua(seu) namorada(o)

Pois é caro leitor, se você passou da conta no almoço e pintou aquele aperto, seus problemas acabaram! Pois este manual é sua tábua de salvação.

Regra Número 1 – Não cague! – Ok. O guia parte do pressuposto que você vai cagar na casa dela. Mas, antes de cagar, avalie a possibilidade de não fazê-lo. Quando sentir a pontada, raciocine. “Posso segurar? É desesperador?” Nessa hora, é fundamental saber se essa segurada não se transformará em uma fábrica de flatulências. Se isso ocorrer, opte por cagar.

Regra Número 2 – Não cague em banheiro muito frequentado. - Se você tem de cagar, escolha aquele que fica na sala onde ninguém visita. Ou vá ao banheiro da empregada (isso, claro, se a empregada não estiver presente). Ou vá à suíte do quarto de hóspedes. Ou algo do tipo. Evite a todo custo o banheiro do corredor ou aquele ao lado da sala de televisão. É caixão. Você vai lá, todo feliz, despeja seus detritos no vaso, lava as mãos e, quando sai, vê sua sogra indo direto no banheiro para lavar a mão antes do almoço! Ou o sogro! Ninguém merece.

Regra Número 3 - Examine bem o trono. – Examine a privada da casa da sua namorada. Antes de cagar, dê descarga para ver se ela está funcionando. Nunca, em hipótese alguma, inicie os trabalhos sem dar descarga e testar a potência dela. Caso contrário, se a privada estiver entupida, você terá três caminhos a seguir, todos desgraçadamente ruins: 1) Deixar a bosta boiando ali e correr o risco do seu sogro entrar em seguida e, para todo o e sempre, considerá-lo um sujeito decrépito por deixar o 'braço-da-alcione' a boiar; 2) Tentar dar descarga, a água transbordar e você ficar ali, vendo a água da privada inundar o banheiro com resquícios de suas fezes. Um caos completo, com direito a deixar a mãe dela limpando aquela bosta toda; 3) Ser obrigado a pegar um saco plástico, enfiar a bosta dentro e sair – com o saco plástico pingando água da privada no chão – até conseguir chegar ao banheiro mais próximo. Em resume: teste a merda da privada!

Regra Número 4 – Cuidado com o fedor. – Tenha cuidado com o mau cheiro. Algumas pessoas são mestres em cagadas fedorentíssimas. Use a inteligência. Ao despejar a merda no vaso, dê descarga imediatamente. O raciocínio é simples: quanto mais ela ficar boiando por ali, mais cheiro ruim vai exalar. O ideal seria cagar com a descarga funcionando, mas molha a bunda. Quando estiver no trono, olhe em volta. Abra os armários e as gavetas. Se achar um perfume, dê umas borrifadas no banheiro antes de sair do recinto. Esta é uma boa forma de matar as moléculas de merda que estão voando pelo ar. Se tiver “Bom Ar”, não exagere. Você não vai querer sair do banheiro cheirando bom ar. Ah, e sempre, sempre, sempre feche a porta. Nunca! Jamais dê borrifadas de perfume no vaso, pois perfumes e desodorantes só vão fazer a expansão do cheiro, na qual as moléculas de bosta se misturam com as dos perfumantes, e se espalham muito mais rápido pelo ar. Se possível, tenha isqueiros ou fósforos em mãos, e deixe os acessos por algum tempo, o combustão tratará de acabar com o mau cheiro, depois pegue uma toalha e faça movimentos giratórios a fim de expulsar o cheiro pelo ar, mas nunca aproxime o fogo do vaso ou do perfume, pois os gases tem butano e os perfumes normalmente tem álcool que é obviamente inflamável, e o objetivo desse manual não é que você explodir o banheiro ou bater o record com labareda.

Regra Número 5 - Verifique a existência de papel no recinto. – Nunca, mas nunca mesmo, comece os trabalhos sem verificar se há papel higiênico no ambiente. Toda a sua estratégia escorre pela privada se você tiver de abrir a porta e gritar: “Amoooooooor! Acabou o papel!”. Também aproveite para conferir se o vaso está bem encaixado, principalmente se você for um noob com mais de 120Kg, pois seria desagradável uma pegadinha privada (sacou o trocadilho?).

Regra Número 6 - Certifique-se de que esteja bem asseado. - Avalie bem se a sua higienização após o trabalho ficou completa, principalmente se você estiver portando cueca ou calcinha branca ou de cores claras, pois você corre o risco de beber um pouco, fazer um rala-e-rola e ter uma surpresa desagradável como uma "freada" no meio da sua cueca/calcinha, na qual isso vai queimar a sua cara com a moça(o) pro resto da tua vida!
Regra Número 7 - Certifique-se que a porta esteja trancada! - Este é um item importante. Mesmo seguindo corretamente todo este protocolo, é imprescindível que a porta esteja bem fechada, pois seria desagradável a tua namorada ou muito pior, se qualquer outra pessoa, te flagrar cagando, você com aquela cara avermelhada de fazer força. Isso é lamentável, pois certamente mulheres bonitas não cagam (ou não).

Regra Número 8 - Pose de Intelectual. - Outro conselho útil; Se você gosta de ler no banheiro, nunca peça a Folha de São Paulo ou qualquer outro jornal do seu sogro. Escolha um livro ou uma revista, uma Veja por exemplo, é perfeita para este tipo de atividade. O jornal é incômodo de ler no banheiro, e um livro além de ser mais fácil de manusear vai lhe conferir uma aura de intelectual junto ao seu futuro sogro. Importante escolha um livro fino ou fácil de ler, como Paulo Coelho que ajuda a entrar no "espírito da coisa", afinal, demorar demais no trono pode causar-lhe hemorróidas além de um apelido de "cagão"!

Acima de tudo, é importante que você faça suas necessidades fecais em casa, muito antes de sair, para não dar uma de "Ogro" na frente de terceiros, mas se precisar, lembre-se das dicas de ouro desse manual, e torça para que não falte água quando você precisar dar uma evacuada na casa da sua namorada, pois além de não conseguir dar descarga, você corre o risco de rasgar o papel na sua mão, deixando marcas da Faixa de Gaza nos dedos, afinal, lembre-se que, o filho da puta do Murphy e a sua tradicional lei, nunca falham...

Fonte:http://desciclopedia.ws/wiki/Deslivros:Como_cagar_na_casa_da_namorada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário