domingo, 15 de junho de 2014

Motéis



Olá caro leitor... vamos expor neste post algumas considerações sobre um tema que aflige, de certa forma, vários casais que apaixonados ou não, procuram um reduto para satisfazer a lascívia. Sem mais delongas, vamos discorrer sobre Moteis.

Afinal, o que é um Motel?
Segundo o dicionário Aurélio:

Motel [do ingl. motel, t criado, em 1925 por um arquiteto para um hotel da Califórnia, a partir do rad. motor (car) e de hotel.]
Substantivo Masculino
1. Hotel situado à beira de estradas de grande circulação. dotado de apartamentos ou quartos para hóspedes, estacionamento para automóveis e, às vezes, restaurante.
2. Bras. Hotel de alta rotatividade. [Pl.: motéis.]


Já a Wikipédia, nos diz que:

Motel é um estabelecimento de hospedagem que se diferencia dos demais porque as pessoas geralmente vão até ele com o objetivo de manter  relações sexuais e não necessariamente para conseguir alojamento, em sua grande maioria, não se cobra o valor de uma diária, mas sim por um valor de permanência de algumas horas (períodos). Normalmente são oferecidos preservativos, um aparelho videocassete ou DVD com vídeos eróticos ou possibilidade de acesso a canais eróticos, cardápio para o almoço ou o jantar, teto com espelhos,banheira de hidromassagem, com garagem, podendo ser coletiva e/ou privativa para um ou mais automóveis.


Agora que já definimos o que é, vamos a algumas considerações, uma vez que o termo “motel” abrange desde os mais luxuosos e requintados até ordinários pulgueiros...
Presumindo que você não é um punheteiro inveterado e nem uma encalhada mal comida, e sim, alguém que utiliza os serviços oferecidos pelos estabelecimentos em questão para a prática sexual, seja ela com homem, mulher, ser ou entidade (imagino que a mocinha simpática da recepção não permitirá que você entre acompanhado de um dromedário, rinoceronte etc, por isso não citei rs). Definirei de uma forma clara, de acordo com minha insana experiência e considerações colhidas os tipos que Motel que você encontrará na maioria das cidades, que segue:

Motel de Luxo, VIP
Aqui você encontrará a mais variada gama de suítes temáticas e os melhores serviços oferecidos a quem busca conforto e estilo, afinal, nada mais exótico que abrir o teto do quarto e praticar sexo sob a luz das estrelas (elas dirão que é romântico...), além de um variado cardápio com iguarias da culinária mundial, sauna, piscina, hidromassagem, acessórios eróticos, e se bobear até um eunuco para te abanar, já incluso no valor do pacote...
Esse é o tipo de lugar que caso você seja um assalariado, você só irá no seu casamento, caso algum benevolente padrinho ou convidado arque com as despesas. É muito frequentado por pessoas providas de recursos financeiros e também por aqueles que tentam passar uma falsa impressão para a concubina preferida, uma vez que a esposa e a namorada, o canalha leva a outros estabelecimentos que serão citados abaixo.

Motel Coxinha
Esse é o motel definido como “bom”, não possui os requintes de um motel de VIP, geralmente o cardápio não é excepcional, possui hidromassagem, sauna, um frigobar razoavelmente abastecido. Motéis assim, ficam abaixo dos melhores classificados, mas por sua capacidade de atender e até enganar bem o cliente, são procurados geralmente por casais de namorados (casado você não vai em motel, você come o bagulho em casa mesmo). Esses estabelecimentos se valem de uma clientela bem variada.

Motel Meia Boca
Esse motel é tido como razoável ou ruim. Aqui tu não encotrará sauna, hidromassagem e em muitos casos, sequer frigobar. Caso queira alguma coisa, você terá que pedir através do interfone adaptado próximo da cama e algum funcionário irá levar o seu pedido e tocar aquela campainha escrota, que lembra um testemunha de Jeová batendo na sua porta num domingo de manhã. Esse motel é geralmente frequentado por aqueles que estão com pouco dinheiro, que saíram da balada e “descolaram uma transa”, por colegas de trabalho que vão dar uma “rapidinha”, aproveitando o horário do almoço na empresa. Eventualmente é utilizado por senhores que fazem uso do serviço de “acompanhantes” (aqueles carinhas que “comem as putas”) e querem levar a profissional favorita a um local não tão ruim.

Pulgueiro (não da pra chamar isso de Motel)
Este típico recinto é um motel de altíssima rotatividade, aqui não tem sauna, frigobar e nem hidromassagem. O lençol da cama serve como biombo se for colocado em pé, o chuveiro da choque, o ar condicionado se resume a um ventilador de teto faltando uma das pás, a porta não possui chaves (tem um trinco vagabundo no lugar da fechadura) e em alguns casos, tem até uma janela, sim é isso mesmo que você leu, o quarto da espelunca tem uma janela igual aquela que você tem em casa, com direito a grade e tudo mais. Não me peça para entender isso, até hoje não consegui.
O público alvo aqui são prostitutas de rua, travestis etc. Não se espante se na saída a recepcionista lhe entregar junto com o troco um cartão do motel escrito a data. Se você estiver junto com uma puta, dê o cartãozinho para ela, aquilo é como um “cartão fidelidade” do lugar, e quando a simpática meretriz consegue uma quantidade de cartões previamente acordada com o dono do lugar, a mesma troca por dinheiro, almoço, pernoite etc. 

Feitas as considerações, acredito que agora você pode escolher com mais critério, próxima vez que for efetuar um colóquio amoroso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário